23 May 2017

VAMOS EDITAR?


Entre trabalhos para fazer e ter estado doente, cá estou de volta. E, como tinha prometido, com um assunto sobre o qual tantas vezes fui questionada: como é que edito as minhas fotografias no Instagram. Pois bem, não é que seja propriamente uma ciência super complicada e atenção, tudo o que sei aprendi a ler sobre o assunto, brincando e experimentanto (porque em teoria é tudo muito giro mas é na prática que realmente vamos aprendendo a aperfeiçoar a coisa). Portanto...



Praticar! Não tenham medo de experimentar novos ângulos, perspectivas, ambientes, e nunca se fiquem apenas por uma ou duas fotografias. Tirem dez, vinte, as que forem precisas até haver uma (ou duas) que realmente vos agrade. Aconselho a aplicação Flickr para armazena-las. É gratuita, prática e tem capacidade de 1 Tb (WOW).

Também já tive algumas pessoas a perguntar-me sobre que camera uso. No último ano tenho usado apenas o meu iPhone 6S (goldie), portanto este post acaba um pouco por ser sobre como tirar e editar fotografias com o telemóvel.
Uma coisa que aprendi a ter em atenção foi em limpar SEMPRE a lente do telemóvel antes de tirar qualquer fotografia. Acreditem, faz imensa diferença.

Mas agora vamos lá ao foco principal : edição. Eu uso três aplicações (gratuitas) para editar, mas atenção que isto não é sinónimo de que as uso sempre em conjunto. Cada fotografia tem as suas características, portanto eu uso-as consoante a necessidade da própria fotografia. E por isso mesmo eu não vos consigo dar uma fórmula mágica (desiludidos?), mas espero conseguir mostrar-vos o potencial que cada uma destas aplicações tem.


SNAPSEED

Eu uso esta aplicação quando quero corrigir certas partes da fotografia, como saturação, luminosidade, detalhes e apagar. Nos dois primeiros vocês podem-no fazer de duas formas: selective e brush.

Selective: aqui vocês seleccionam uma parte da fotografia e ajustam a intesidade do brilho (B), contraste (C), saturação (S) e ‘structure’(S). Quando têm selecionado qualquer um destes quatro apenas têm de mover o dedo para a direita ou esquerda, consoante se querem aumentar ou diminuir a intensidade. Se quiserem alternar entre os quatro apenas tem de mover o dedo para cima e para baixo. Em caso de quererem mudar para uma outra área da fotografia carreguem no + que se encontra na barra de baixo.

Brush:  Aqui também tem quatro opções, sendo que eu apenas uso duas delas: exposição e saturação. Normalmente seleciono a opção, seguidamente a sua intensidade e depois é basicamente passar o dedo por cima da área desejada. Atenção, não se esqueçam que assim como o nome indica, ela funciona como se fosse um pincel, quantas mais vezes vocês passaram por cima, a intensidade do efeito aumenta. Como não é possivel mudar o tamanho do pincel, façam zoom para um efeito mais detalhado.

Details: Normalmente uso esta ferramenta quando quero dar um pouco mais de definição à imagem. Uso até intensidade 10 no structure, e 30 nos detalhes.

Healing: Esta é uma ferramenta que apenas uso em casos muitos específicos quando quero eliminar algum elemento indesejável. Confesso que não é uma função muito fácil de trabalhar devido à sua sensibilidade.

Utilizo o Snapseed 90% das vezes, e quando o uso faço sempre em primeiro lugar. Depois de salvar a imagem, passo à aplicação seguinte.

 

VSCO

Esta sim, é aquela aplicação que uso sempre. Mas existe uma forte razão para isso acontecer. É aqui que estão os meus filtros favoritos (em cima podem saber quais são por ordem de preferência, sendo que o A6 é o único gratuito; todos os outros fazem parte de packs pagos).

Normalmente eu tiro sempre as minhas fotografias com grid e sem ser em quadrado, e seguidamente uso a função crop 4:5 no VSCO. 


Depois de aplicar o filtro e ajustar a sua intesidade, estas são normalmente as ferramentas que uso. A intensidade mais uma vez vai depender das características da própria fotografia tendo sempre em atenção outras fotografias anteriormente editadas, de forma a manter uma certa harmonia no feed. Mesmo assim há certas ferramentas que não ultrapasso certos valores, como por exemplo: saturation (nunca mais de 0,5+ ou 0,5-), sharpen (até 6,0+) e clarity (até 1,0+).

INSTAGRAM

Depois de editada a fotografia, passo então à ultima fase: partilhar.
Raramente coloco as minhas fotografias em quadrado, e não tenho por hábito recorrer aos filtros do instagram. Considero-os um pouco fracos na sua qualidade embora hajam dois (Juno e Ludwig) que usados em intensidades baixas (até 25+) até que não são de se deitar fora. No que diz respeito às ferramentas, muito exporádicamente uso o adjust pela sua sensibilidade. O resto já vocês sabem como funciona.

E pronto, é isto meus amigos. Espero não ter tornado este post demasiado chato e que tenham ficado um pouquinho mais esclarecidos sobre como edito as minhas fotografias. Ah, e não se esqueçam: praticar, praticar, praticar!

3 comments

  1. ah agora já sei todos os teus truques! muahahaha :p

    gostei muito do post e da linguagem descontraída, agora quero ver mais!

    beijinho,
    http://www.moibyines.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh, no! :P

      Tenho mais n forno, don't worry.

      Beijinho

      Delete
  2. heyy, do you have this post but in English ? thank you so much ��

    ReplyDelete

Instagram

Subscribe

© Hey Andie Hey. Design by FCD.